Logo
Eventos 14 de outubro de 2021
A Praça de Joás – O filme, será lançado nesta sexta-feira (15) em Jacumã
thumb

Nesta sexta-feira (15), ocorrerá a estreia do documentário “A Praça de Joás”, curta-metragem realizado pelo cineasta Gutemberg Pequeno. O evento será na Associação dos Pescadores de Jacumâ, localizada na rua Abílio dos Santos Ribeiro, S/N Jacumã, Cidade de Conde, litoral paraibano.

Trata-se de um filme documental, que foi iniciado em 2020 e somente finalizado em meados de 2021. De modo bem específico, foi feita uma pesquisa, bem apurada, sobre o personagem central, Joás Antônio Ribeiro, revelando sua história a partir dos relatos de amigos e familiares.

Na produção são utilizadas imagens de filmes da época, inclusive do filme realizado pelo próprio Joás Ribeiro, enquanto servidor do Núcleo de Documentação Cinematográfica da UFPB, no início dos anos 1982, quando era parte do quadro de técnicos daquele órgão suplementar da UFPB. Há também imagens recentes do bairro Castelo Branco, se tornando uma forma de religar a cultura da Universidade com um bairro tão próximo dos estudantes universitários e da população daquela região.

A ideia do filme surgiu no universo documental com o nome de Joás Antônio Ribeiro, na medida que além de superoitista e extensionista do Nudoc, o técnico tinha uma militância de trabalho comunitário no bairro Castelo Branco.

O Cineasta Gutenberg Pequeno é roteirista e diretor do documentário, formado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal da Paraíba, e já participou do corpo técnico de  vários filmes, entre eles “Vrasil”, curta-metragem ficcional de 2019, que foi selecionado em alguns festivais do país, a exemplo do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro (1º FIC RIO), ocorrido em Julho de 2021.

Gutenberg Pequeno ressalta que um dos pontos fortes do bairro é a existência de uma praça existente no local onde havia diversas ações esportivas com moradores do lugar, trazidos à tona com imagens recentes, mas ainda com jovens que na época frequentavam o bairro, como o editor e jornalista do portal WSCOM, Walter Santos.

João de Lima, roteirista do filme, é professor do departamento de comunicação da Universidade Federal da Paraíba, possui larga experiência na área de documentários, inclusive com formação no Atelier Varan Paris, e coordena o NUDOC e o projeto Cinemateca Aruanda, que leva produções paraibanas À diversas comunidades do Estado.

A exibição é gratuita porém ocorrerá de forma presencial, respeitando todas as normas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde – OMS, para controle da COVID 19, com número limitado de pessoas com acesso ao prédio da Associação, na presença do diretor do documentário, Gutemberg Pequeno, e familiares do líder comunitário, Joás Antonio Ribeiro,  já falecido.

*Colaborou João de Lima