Logo
Compartilhar:

Vladimir de Carvalho é o grande homenageado do Cine das Almas e do Cine Paraíso

05 de abril de 2022

Festivais paraibanos acontecem esta semana

Os festivais Cine das Almas (de 04 a 06 de abril) e Cine Paraíso (de 07 a 09) fizeram parceria para homenagear o grande documentarista paraibano de Itabaiana, Vladimir Carvalho. Cine das Almas realiza a sua primeira edição e o Cine Paraíso, de Juripiranga,  entra na sua quinta edição e juntos realizam a Semana do Audiovisual Vladimir Carvalho, na região do Vale do Paraíba. Esses dois festivais são a prova do esforço de realizadores para difundir o cinema paraibano, em particular, e o cinema nacional de curta-metragem, no território paraibano.

Segundo os organizadores Edglês Gonçalves, responsável pelo I Cine das Almas e João Paulo Lima, criador e coordenador do Cine Paraíso, essas ações em conjunto serão de grande importância para a disseminação da obra de Vladimir em sua terra natal e na região do Vale como um todo, além de envolver as comunidades escolares nas ações de formação de audiovisual. Os festivais irão promover sessões gratuitas com filmes paraibanos e do panorama nacional para toda a comunidade da região.

Nesta homenagem ao maior expoente vivo do nosso cinema, estão programadas exibições (de 28/03 a 01/04) de filmes do documentarista Vladimir Carvalho em escolas da rede pública e em comunidades pertencentes aos municípios, que terão a oportunidade de conhecer um pouco de sua importante obra cinematográfica. Entre os filmes de Vladimir que serão exibidos, estão grandes clássicos de sua carreira documentarista de curta metragens como “A bolandeira”, “Apedra da riqueza”, “Pankaruru: de brejo dos padres”, “Quilombo e Romeiros da Guia”.

O I Cine das Almas (em Itabaiana) e o V Cine Paraíso, em Juripiranga, contam com o patrocínio da CAGEPA – Companhia e Água e Esgotos da Paraíba, através de edital lançado para apoio às Mostras e Festivais do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Cultura, com a utilização da Lei Rouanet, Lei nº 8.313/91, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal e contam também com o apoio das prefeituras de Itabaiana e de Juripiranga, através de suas secretarias de Cultura e da Funesc (Espaço Cultural da Paraíba). A EPC, Empresa Paraibana de Comunicação apoiam os dos festivais

No período de inscrição os festivais receberam em torno de 570 filmes, atingido praticamente todos os estados da federação. Desse montante foram 210 filmes inscritos no Cine das Almas para suas 4 mostras e 360 inscritos no Cine Paraíso em suas três  mostras. Estão sendo oferecidas, gratuitamente, para a população de Itabaiana e Juripiranga, oficinas, debates, sessões ao ar livre e sessões destinadas ao público infanto-juvenil nas escolas públicas (presencial ou de modo virtual). No Cine das Almas, por exemplo, contará com a Mostra das Almas que irá exibir filmes do gênero de terror, suspense e mistério. A organização dos festivais declara que todas as ações realizadas estarão seguindo todos os protocolos de biossegurança recomendados pela OMS e as de acordo com decretos e orientações das autoridades locais. A estimativa de exibição de aproximadamente 50 filmes de curta-metragem realizados na Paraíba e também produções nacionais. Os dois festivais realizaram oficinas de formação em audiovisual,“Documentando”, com o cineasta Marlom Meirelles (PE), do dia 21 a 25 de março, ofertadas para estudantes da rede pública de ensino pertencentes as duas cidades.

Criado em 2009, o “Documentando” tem contribuído para o fortalecimento da produção audiovisual independente no estado de Pernambuco, iniciando novos produtores e ampliando as possibilidades de alcance de suas obras. Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer todo o processo de realização de um documentário e os elementos fundamentais para a construção de um roteiro, produção, captação e edição de um filme. Texto: Bertrand Lira

Confiram a programação dos dois festivais:

Cine das Almas (de 04 a 06/abril de 2022)

Filmes da Mostra Acunhe

O autor, Animação. Dir. Luiz Máximo – MG (10 anos) (2’:54”)

Prefiro a cela, Fic. Dir. Felipe Chaim – RJ (livre) (12’:24”)

107, Doc. Dir. Pedro Ladeira – DF (livre) (13’:07”)

Lençóis, Fic. Dir. Fernando Marques – PE (livre) (6’:24”)

Sideral, Fic. Dir. Carlos Segundo – RN (10 anos) (15’:19”)

Derradeiro de maio, Doc. Dir. Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques – SP (livre)

(8’:32”)

Boi marinho, Doc. Dir. Tiago Martins Rêgo – PE (livre) (24’:41”)

Tecendo Histórias, Doc. Dir. Diego Pontes – PB (livre) (7’:33”)

Nazo: dia e noite Maria. Doc. Dir. Andréia Paiva – AL (10 anos) (17’:38”)

A pizza, Fic. Dir. Fábio DeSilva – RN (livre) (19’:10”)

O Abebé Ancestral, Doc. Dir. Paulo Ferreira – BA (livre) (19’:15”)

Filmes da Mostra Oxe

As palavras estão me olhando, Doc, Dir. Samy Sah (19’:00”) Campina Grande

Desejo e necessidade, Fic, Dir. Milso Roberto (10’:47”) Campina Grande

Mais que 1000 palavras, Fic, Dir. Eduardo Moreira (15’:00”) Cabedelo

Memórias de linha, Doc, Dir. Ramon Silva (15’:00”) Condado

O que os machos querem, Fic, Dir. Ana Diniz (8’:35”) João Pessoa

Regresso ou alguma coisa que criamos sobre nós, Doc, Dir. Maycon Carvalho (19’:30”)

Sousa

Reinado Imaginário, Doc, Dir. Hipólito Lucena (8’:46”) Remigio

Remoinho, Fic, Dir. Tiago A. Neves (12’:22”) Ingá

Um som de resistência, Doc. Dir. Genilson de Coxixola (15’:18”) Coxixola’

Filmes da Mostra Curupira (Mostra Infanto-Juvenil)

Entre Muros, Fic. Dir. Gleison Mota – BA (livre) (15’:00”)

Meu nome é Maalum, Animação. Dir Luís Copetti – RJ (livre)(7’:53”)

Cadê o amor que estava aqui?, Fic. Dir. Adriano Gomez – SP (livre) (14’:37)

Templo do Rei, Animação. Dir. Verônica Cabral – SP (livre) (5’:00”)

Chazinho, Fic. Dir. Adriano Gomez – SP (livre) (0’:38”)

Filmes da Mostra das Almas (Mostra de gênero terror/suspense)

Rasga Mortalha, Fic. Dir. Pattrícia de Aquino – PB (15’:00”) (livre)

Antônia, Fic. Dir. Flávio Carnielli – SP (9’:17”) (12 anos)

À la carte, Fic. Dir. Adriano Gomez – SP (6’:00”) (10 anos)

Corpo Seco, Fic. Dir. Bruno César – RN (7’:45”) (livre)

Cine Paraíso

Mostra Panorama Nacional

Um dia frio, Animação. Dir. Victor Percy – PR (9’:18”) (16 anos)

Elos positivos, Doc. Dir. Eduardo Oliveira – SP (18’:35”) (12 anos)

O buraco, Fic. Dir. Zeudi Souza – AM (20’:00”) (18 anos)

7 minutos, Fic. Dir. Christian Schneider – RS (7’:13”) (16 anos)

Um dia depois do meu suicídio, Fic. Dir. Rafael Castro Lopes – RJ (4’:00”) (livre)

Ela que mora no andar de cima, Fic. Dir. Amarildo Martins – PR (14’:00”) (livre)

Isolation, Fic. Dir. Clerio Back – PR (1’:42”) (14 anos)

As canções de amor de uma bixa velha, Doc. Dir. André Sandino Costa – RJ (22’:00”)

(12 anos)

Dez conto, Fic. Dir. Bruno Maciel – SP (17’:51”) (12 anos)

O caminho das águas, Fic. Dir. Antonio Fargoni e Karla Ferreira – PE (9’:00”)

Filmes da Mostra Parahyba

Borderline: do céu ao inferno, Doc. Dir. Mayara Caroline

Cura-me, Fic. Dir. Eduardo Varandas

Faixa de Gaza, Fic. Dir. Lúcio César Fernandes

Margaridas, Doc. Dir. Valtyennya Pires e Luana Gregório

Menino Azul, Fic. Dir. Odécio Antonio

Não moro mais em mim, Fic. Dir. Bruna Guido e Vitor Celso

Remoinho, Fic. Dir. Tiago A. Neves

Especial:DNA-M Deus Não Acredita em Máquinas, Fic. Dir Ely Marques (in memorian)

Filmes Mostra Infanto-Juvenil

Nomad, Animação. Dir. Gabriel Aleluia, Gabriel Zanferrari, Nikollas Candido e Victor

Kuroiwa – SP (livre)

A vida é coisa que segue, Fic. Dir. Bruna Schelb Corrêa – MG (livre)

Foguete, Fic. Dir. Pedro Henrique Chaves – DF (livre)

#turismo_selvagem, Doc. Dir. Coletiva – PE (livre) Navegar é preciso, Animação. Dir. Wiskow –