Logo
Eventos 17 de janeiro de 2022
O Poste apresenta excelente programação online de 16 a 21 de janeiro
thumb

O espaço cultural O Poste, está apresentando desde ontem (16), um excelente projeto de música online com apoio do Funcultura (incentivo da Secretaria de Cultura do Governo de Pernambuco).

Outrora localizado na Rua da Aurora, um como que corredor cultural da grande Recife, onde iniciou suas atividades, desde 2014, o Espaço O Poste está agora funcionando em novo endereço, na Rua do Hospício, 641 – Boa Vista, em frente à escola Pinto Júnior. Lá, continua recebendo artistas de todo Pernambuco e de diversas partes do mundo, nomes envolvidos com a arte de interpretar, formar, capacitar e encenar espetáculos de teatro, e essa é uma das questões fundamentais para a realização dessa nova edição do projeto “Música no Espaço O Poste”, criado com objetivo de fomentar também a música no espaço, de forma mais representativa e afirmativa, assim como já tem sido o teatro.

“O Poste já foi palco de artistas como Isaar, Lucas dos Prazeres, Patrícia Solis, Ciel Santos, Neudo Oliveira, Mayra Clara, Naldinho Freire e Milton Dornellas, resultando em boas performances e recepção calorosa do público.”, ressalta a produtora Naná Sodré, .que mantém o Espaço com Agrinez Melo e Samuel Santos. Configura-se um espaço alternativo que possui assentos móveis, possibilitando várias configurações de plateia, capacidade máxima para 60 sessenta pessoas, tratamento acústico em madeira, iluminação cênica, climatização, rampas de acessibilidade e fácil acesso para o público.

Devido à pandemia de Covid-19, esta etapa do projeto contempla apresentações virtuais. Os artistas gravaram os shows no Espaço O Poste que estão sendo exibidos no canal O Poste Soluções Luminosas, no YouTube.

PROGRAMAÇÃO

16/01 (domingo), às 19h.

SH – Surama Ramos e Henrique Albino

Natural de Jaboatão dos Guararapes, a mezzosoprano Surama Ramos destaca-se por transitar entre o canto lírico e o popular. Surama é Solista no espetáculo “Baile do Menino Deus – Marco Zero” desde 2012 e já participou por dois anos consecutivos da Cerimônia de Abertura do Carnaval do Recife, com o grupo feminino Voz Nagô, liderado por Naná Vasconcelos. Na função de Backing Vocal participou de shows, gravações de CDs e DVD de artistas nacionais como Carlos Sandroni, Elba Ramalho, Xico Bizerra, Galo Preto e Banda Fulô de Mandacaru.

Henrique Albino, jovem pernambucano, é diretor musical, compositor, multiinstrumentista e arranjador, influenciado pela música tradicional pernambucana, música contemporânea e jazz contemporâneo. Como arranjador e instrumentista trabalhou com Guilherme Kastrup, Fafá de Belém, Elba Ramalho, Elza Soares, Maciel Melo, Spok Frevo Orquestra, Orquestra Contemporânea de Olinda, Gabriel Grossi, Di Melo e Letieres Leite.

17/01 (segunda), às 19h.

Mestre Zé Negão | Aula-espetáculo

Mestre Zé Negão, descendente de avós escravizados, nasceu em Goiana, município da mata norte pernambucana no ano de 1950 e passou sua infância e adolescência trabalhando como cortador de cana nas usinas da região. Naquele universo ouviu pessoas mais velhas cantarem coco, congo… A forte efervescência cultural da cidade o levou a participar das festas de coco, cavalo marinho e de escolas de samba da cidade, sendo incentivado também por sua tia, D. Armira que era brincante do grupo Pretinhas do Congo. Ali na cidade o mestre foi adquirindo respeito e admiração pela cultura popular, tornando-se um brincante e aprendiz, entendendo a ancestralidade das manifestações populares e seus meios de existência. Ainda jovem mudou-se para Recife, onde manteve o hábito de fazer e tocar instrumentos e ensinar aos amigos. Alguns anos mais tarde mudou-se para Camaragibe, onde constituiu família e foi um dos fundadores da comunidade João Paulo II, local onde reside até hoje. Militante e ativista político, há mais de vinte anos deu início ao Projeto Negão, através do qual formou grupos de percussão e dança, ministrou oficinas e palestras e realizou uma série de eventos culturais na comunidade.

18/01 (terça), às 19h.

Geraldo Maia

Natural de Recife, Geraldo Maia está na estrada, na área musical, desde os anos 80. Maracatu zen, fado eletrônico, samba trip hop, coco de rabeca, samba, baião, bendito, canções atemporais são exemplos da estética musical de Geraldo Maia. Seu trabalho ficou ainda mais difundido a partir da trilha sonora do filme “Lisbela e o Prisioneiro”, do diretor Guel Arraes, interpretando A Deusa da Minha Rua ao lado do violonista Yamandu Costa. Foi finalista do The Voice +60.

19/01 (quarta), às 19h.

Josias Felipe e convidados

Josias Felipe Bezerra, natural de Recife, é licenciado em música pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente se apresenta como solista e recitalista é professor de Fagote, Editoração Musical e Harmonia Tradicional na Escola Técnica Estadual de Criatividade Musical (ETECM-PE), é professor de Fagote do Conservatório Pernambucano de Música e da orquestra Criança Cidadã. É fagotista convidado por orquestras e também regente. Desde 2008 estuda Fagote, Harmonia, Composição e Arranjo com o Professor Manoel Nascimento (Conservatório Superior de Paris). Participou de máster class com os professores: Elione Medeiros (UNI-RIO), Fabio Cury (USP), Aloysio Fagerlande (UFRJ), Lecolion Washington (University of Memphis), Hajime Konoe (Japão) e James Aylward (Australia). Participou como fagotista da MIMO nas edições de 2007, 2008, 2009 e 2010.

20/01 (quinta), às 19h.

Chorões da Aurora

Criado e coordenado pelo multi-instrumentista George André em meados de 2015, o Chorões da Aurora nasceu com a proposta inicial de inserir o Oboé no universo do Choro. A Origem do nome se dá ao fato do grupo fazer parte da ETECM, que fica situada a Rua da Aurora, no bairro da Boa Vista. Além da Inserção do Oboé, o Chorões da Aurora vem fazendo um trabalho de pesquisa de repertório dentro do universo do Choro, gênero totalmente brasileiro, visando a diversificação e uma instrumentação variada nos sopros.

21/01 (sexta), às 19h.

Sue

Natural de Jaboatão dos Guararapes, Sue Ramos é cantora e atriz. Estudou canto erudito pelo Conservatório Pernambucano de Música e é componente do coro Contracantos, regido por Flávio Medeiros. Depois de algumas vivências musicais marcantes em sua vida, como participação em coros, a atuação como backing vocal para artistas como Carlos Sandroni, Adiel Luna, Elba Ramalho, Romero Ferro e o saudoso Mestre Naná Vasconcelos, Sue Ramos vem ganhando os palcos na carreira solo e lançou seu primeiro EP. Desde 2013 compõe a trupe do Baile do Menino Deus, de Ronaldo Correia de Brito. Foi integrante do grupo Voz Nagô de 2014 a 2018.

SERVIÇO:

Música no Espaço O Poste

16 a 21 de janeiro – 19h.

Canal O Poste Soluções Luminosas no Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCpXsg1Ge8cfmgL5EvHKznuQ/videos?app=desktop&view=0&sort=dd&shelf_id=0)

CONTATO produção:

Naná Sodré  – 81 98649.6713.

Agrinez Melo – 81 9505-4201

Samuel Santos 81 98484-8421