Logo
Compartilhar:

Sessão de Índio

30 de maio de 2017
Foto: div

Nesta quarta-feira, dia 31, o Tintin Cineclube apresenta uma compilação de curtas-metragens que apresentam uma fração de um retrato político, social e cultural da população indígena brasileira. Uma desconstrução da imagem somente idílica, bucólica e/ou selvagem, construída ao longo de centenas de anos através de obras literárias e audiovisuais com posturas eurocêntricas. Os filmes apresentam o índio enquanto ser social, inserido no contexto político e cultural do país, suas lutas pela demarcação de suas terras e seus direitos inerentes enquanto cidadãos desse território, como de fato são, desde muito antes da formalização desse país.

Cordilheira de Amora II, de Jamille Fortunato [doc, 12’, 2015, MS]

A indiazinha Guarani Kaiowá Carine Martines vive na vila indígena de Amambai, no Mato Grosso do Sul, e transforma seu quintal em um experimento do mundo.

Zahy – Uma Fábula do Maracanã, de Zahy Guajajara e Felipe Bragança [fic, 5’, 2012, RJ]

Zahy Guajajara, 23 anos, é umas das líderes indígenas de uma aldeia criada ao lado do Maracanã, no antigo Museu do Índio, no Rio de Janeiro, ameaçado de demolição. Nesse vídeo criado a quatro mãos com Felipe Bragança, Zahy, pajé e contadora de histórias de sua aldeia, lança um novo olhar sobre o local onde viveu e resistiu.

Ikó-Eté, de Torquato Joel [fic, 9’, 2012, PB]

O que acontece quando surta um remanescente dos potiguaras, um dos povos mais bravios e resistentes da costa brasileira durante a primeira ocupação, no período colonial.

Índios no Poder, de Rodrigo Arareju [doc, 21’, 2015, DF]

Mario Juruna, primeiro índio parlamentar na história do país, não consegue se reeleger para a Constituinte (1987/88). Sem representante no Congresso Nacional desde a redemocratização, as Nações Indígenas sofrem ataques da Bancada Ruralista aos seus direitos constitucionais. O cacique Ládio Veron, filho de liderança Kaiowa e Guarani executada na luta pela terra, lança candidatura a deputado federal nas Eleições 2014, sob ameaças do Agronegócio. Contra a PEC 215, seu slogan de campanha é "Terra, Vida, Justiça e Demarcação".

Tintin Cineclube | quarta-feira | 31.05 | 19h30 | sessão gratuita | 47min | classificação indicativa: 12 anos

Cine Bangüê | FUNESC – Fundação Espaço Cultural | Rua Abdias Gomes de Almeida, nº. 800 – Tambauzinho